CelebridadesColuna SocialEntretenimentoFilmesMúsicaPais e FilhosBicho Animal
Reprodução/ YouTube

O que eu não sabia sobre Beto Carrero com filhos

Compartilho minha experiência da viagem para Santa Catarina no Beto Carrero World. As crianças de todas as idades aproveitam

Por Aline Oliveira, publicado em 04/01/2022 e atualizado hoje.

Embarquei numa viagem para Balneário Camboriú com meus filhos e selecionei dicas da minha experiência em família na visita ao Parque Beto Carrero World. Selecionei pontos que eu não sabia antes de conhecer o Beto Carrero, localizado no município de Penha, no litoral norte de Santa Catarina. São dicas para famílias que viajam com crianças de diferentes idades para o parque temático. Sem mais introduções, vamos para as dicas de viagem!

Beto Carrero World com filhos

* Ingressos: Começo falando da compra dos ingressos e das passagens aéreas. A principal dica é comprar com antecedência. Os ingressos, por exemplo, eu deixei para comprar na Black Friday. O ideal é o pacote de dois dias. Um dia eu acho muito pouco (explico mais abaixo). Meu filho de 4 anos de idade não pagou nada. E a minha filha pagou meia entrada. Eu, como professora, também paguei meia (precisa apresentar o holerite na catraca). Ainda compramos o ticket do estacionamento com antecedência. Nos dias das visitas, não levei nenhum papel. Apenas os ingressos cadastrados no aplicativo 'Fila Virtual BCW'. Esse app é fundamental para o passeio. Sobre passagens aéreas, saindo de Guarulhos (São Paulo) elas são mais baratas do que uma viagem ao Nordeste, por exemplo. Você fica no Aeroporto de Navegantes - que é bem pertinho do Beto Carrero.

* Hospedagem: Em qual cidade é melhor ficar para conhecer o Beto Carrero World? Tenho amigos que se hospedaram bem pertinho do parque, em cidades como Penha, Itajaí, entre outras. Eu optei por ficar em Balneário Camboriú. E me apaixonei pela cidade. Prédios altos, modernidade, restaurantes famosos, diversas opções de hotéis, enfim, eu achei ótima. Ficamos no Íbis Hotel - que dá pra ir a pé até a praia. Tem mercadinho, açougue, restaurante, é tudo perto. Optamos por alugar um carro. Então a viagem até o Beto Carrero, saindo de Balneário, durava de 30 a 35 minutos. Estrada tranquila e viagem tranquila.

* Baixe o app Fila Virtual BCW: Esse aplicativo é fundamental na viagem. Ali você cadastra os seus ingressos para apresentar na entrada com o celular. Cadastra também o estacionamento para mostrar o QR Code. E principalmente: você foge de filas! O app oferece três opções de reserva por dia para o famoso Fast Pass. É aquela reserva com horário para curtir o brinquedo e não encarar nenhuma fila. Na alta temporada, por exemplo, é impossível fugir das filas. Então você vai precisar se programar com as reservas do Fila Virtual BCW. Somente os brinquedos mais concorridos aparecem ali como opções para reserva. Eu acabei usando pouco esse app no primeiro dia. E encarei um filão de mais de uma hora com as crianças. Fujam das filas!

* Crianças menores: Meu filho de 4 anos de idade se encantou por diversos brinquedos. Então se você ouvir assim: ah, Beto Carrero só tem brinquedo para crianças maiores, adolescentes. Mentira. Anote aí os principais mundos e brinquedos para as crianças menores:

Ilha dos Piratas tem magia para as crianças menores. Mas talvez você passe mais tempo no Mundo Rosa, o Triplikland, com brinquedos para meninos e meninas. Carrossel, Baby Elefante, Pedalinho, Palácio dos Sorvetes, Roda Gigante, Xícaras Malucas, Acqua Boat (brinquedo pago à parte), Autopista, entre outros. Na Vila Germânica (Mundo Amarelo), temos a montanha-russa Tigor Mountain (crianças maiores de 1,20 metros de altura). Na Avenida das Nações (Mundo Azul), temos a montanha-russa Dum Dum (crianças de todos tamanhos podem andar - meu filho de 4 anos se apaixonou). E ali no Mundo Azul também tem o brinquedo preferido do meu menino: Raskapuska - você passeia no carrinho de montanha-russa por um reino mágico e ao final tem uma descidinha bem leve e divertida.

As crianças menores também se divertem no Mundo Verde (Mundo Animal) com zoológico (Elefante, Girafa, Zebra, Leão, Tigre, entre outros animais); e com Trenzinho Vila Esperança (aquele com uma boca de cobra, no mapa do parque). O Trem as crianças pedem bis. Ali temos uma encenação de vilões contra Beto Carrero ao vivo. Além de sustos com dinossauros. É brinquedo para agendar na Fila Virtual BCW, por exemplo. Outro que também é assim é o Madagascar Crazy River Adventure, no Mundo Madagascar. Fomos nós quatro no brinquedo. É uma aventura para todas as idades e vocês vão sair molhados desse brinquedo.

* Filhos que buscam aventura: As crianças maiores vão curtir mais o mundo vermelho (Aventura Radical). Ali temos o Big Tower, Fire Whip, Tchibum (é o splash e molha bem), as melhores montanhas-russas, entre outros brinquedos. Na Ilha dos Piratas tem um Barco Viking que é bem radical. Eu fui sozinha porque a fila estava pequena. E fiquei sem fôlego ;) Chama-se Barco Pirata!

* Hot Wheels Epic Show: Antes de falar da programação de shows ao vivo, preciso fazer um parêntesis para o Hot Wheels Epic Show. Eu imaginava que seria um show somente para os meninos. E que teria aqueles carrinhos de Hot Wheels, mas, sei lá, fui sem grande expectativa. Gente... é o carro-chefe do Beto Carrero World, sem dúvida! Show incrível! Meu filho é bem sensível com barulho alto. Então em alguns momentos ele colocou a mão nos ouvidos - porque é aquela barulheira de carro derrapando, carro acelerando, fazendo manobras. Mas os artistas são incríveis. Eles misturam o lado radical da pista com o lado lúdico dos carrinhos das crianças brincando. No meu dia, esse show começou às 15h. Não precisa chegar muito antes, não. A arquibancada é grande e você vai encontrar um lugar bom ali para assistir.

Sobre filas, cuidado para não exagerar nas filas. O Hot Wheels, por exemplo, no show das 15h, eu via gente esperando na fila desde 13h. Acho que não vale muito, não. Porque a visão da arquibancada é muito boa em diversos espaços. Não vejo muita vantagem de guardar essa fila toda, não. Ah, os shows você não consegue agendar pelo app.

* Mais shows: Dica importante: não queira assistir a todos os shows no mesmo dia. As crianças não aguentam, você não aguenta. Meu filho, por exemplo, dormiu no show Acqua (espetáculo circense com muita magia, água e diversão). O show foi muito bom. Mas ele perdeu porque tentei emendar um show no outro. Excalibur é uma dica para assistir e também almoçar. Um show velho-oeste com muita música e teatro. O show do Shrek geralmente é o encerramento do Parque, às 19h. Bem ali no gramado da entrada. Mas você pode tirar fotos com os personagens durante o dia. Outro show que me apaixonei foi o show do Circo do Madagascar. É sensacional! Artistas incríveis! As crianças saem do show pedindo para assistir aos filmes do Madagascar de novo. Esse circo eu assisti às 16h. Também sem chegar com muita antecedência.

* Suco de laranja: Gente, aqui uma crítica. Talvez seja por interesse comercial, não sei. Mas não há sucos de latinha ou sucos naturais pelo parque. Só tem refrigerante, água e cerveja. Tem Del Valle? Não. Tem qualquer tipo de suco? Não, moça. Só Sukita. Então se conseguir levar na mochila, pode ser melhor. Só achei um lugar vendendo suco ali na Praça de Alimentação. Mas durante as correrias entre os brinquedos, não achei nada. Eu levei garrafinhas de água na mochila. Também levei um carrinho bem prático (aquele estilo guarda-chuva) para carregar as crianças quando elas ficavam cansadas.

* Chapéu, boné e protetor solar: Que sol! Você fica pingando de suor logo às 9h30 da manhã. É impressionante. Então capriche no calçado, na roupa e não esqueça de proteção para a cabeça. Máscaras, bonés, sol, filas, brinquedos, crianças, é preciso ser pique. Vai que vai!


Instagram oficial do Beto Carrero World.

* Onde almoçar? Na Praça de Alimentação, há opções de comida por quilo, lanches e etc. Mas não gostei muito, não :( Minha dica é caprichar no café da manhã antes do parque. Almoçar um lanche rápido durante a sua programação entre as atrações. E depois caprichar numa janta saindo dali. Teve um dia que acertamos na lanchonete do Hot Wheels. Lanches simples, batata frita, fast food e segurou bem. Sorvetes as crianças pedem a cada 5 minutos ;) E ainda tem uma loja de Bala Fini. Tomamos um lanche também no Pastel 10. O pastel de pizza estava uma delícia. Mas cadê aquele lanchinho saudável, aquela alimentação saudável para as crianças? Comentem abaixo se vocês encontraram uma boa opção nesse sentido. Eu confesso que pisei bem o pé na jaca mesmo nessa alimentação de parque.

* Atendimento Disney mesmo? Por fim, queria citar essa magia Disney. Muita gente me fala assim: 'é o melhor parque de diversões do Brasil, da América Latina! É o parque que lembra a magia dos Parques da Disney dos Estados Unidos'. Tem muita magia, sim. Eu adorei e vale muito a pena, sim! Mas a minha observação é que a equipe não tem aquele treinamento impecável de satisfação, sabe? Aquele atendimento mágico padrão Disney. Na fila, por exemplo: 'Dois, dois, dois! Precisa de duas pessoas aqui. Duas, vem cá, vocês!'. É um clima mais prático, mais aos berros mesmo :) Nessas situações, na Disney, os funcionários lidam de forma ainda leve e especial.

* Como foi a sua experiência? Essas são as minhas observações. Mas com a sua família pode ter sido diferente. Convido você a acompanhar o nosso canal Pais e Filhos, com dicas para papais e mamães. E também para participações com comentários e sugestões aqui conosco. Obrigada!

Compartilhe com um amigo!

Publicado Por Aline Oliveira
Formada em Pedagogia, Aline Oliveira atua como professora do ensino fundamental desde 2002. Da experiência da maternidade nasceu a paixão por escrever para mães. 'Paixão pela arte de educar. Paixão por aprender. Com amor, tudo fica mais leve.' Veja mais informações
Comentários