CelebridadesColuna SocialEntretenimentoFilmesMúsicaPais e FilhosBicho Animal
Reprodução/ HBO Max

King Richard: Criando Campeãs. As 7 marcas do filme

Depois de assistir King Richard: Criando Campeãs, tudo o que fiz foi ler e estudar mais sobre essa história incrível. Will Smith, Serena Williams, Venus Williams, veja o guia completo

Da Redação, publicado em 13/01/2022 e atualizado hoje.

O filme 'King Richard: Criando Campeãs' (2021) mexeu de verdade comigo. Desde que assisti ao filme na HBO Max, não consigo pensar em outra coisa. Passei então a consumir livros, vídeos e conteúdos especiais que se relacionavam com o filme. Também entrevistei especialistas em tênis. E preparei este artigo especial reunindo curiosidades das biografias de King Richard, Serena Williams e Venus Williams. Se você já assistiu ao filme e pegou o celular na sequência para pesquisar mais informações, então nós combinamos nessa ;) A seguir conto tudo o que descobri e deixo o espaço aberto para compartilharmos diferentes visões. O guia aqui reúne tudo sobre King Richard. Destacando as 7 principais marcas do longa-metragem.

Filme King Richard: Criando Campeãs

O filme fala sobre o quê? Lançado em dezembro de 2021 nos cinemas e em janeiro de 2022 na HBO Max, 'King Richard: Criando Campeãs' é uma cinebiografia que conta a história da família Williams. O pai Richard criou as filhas Serena Williams e Venus Williams para que se tornassem campeãs do tênis. O longa tem 2 horas e 18 minutos de duração. A direção é de Reinaldo Marcus Green, com roteiro de Zach Baylin. No elenco estão Will Smith, Saniyya Sidney, Demi Singleton, entre outros nomes. Saniyya Sidney e Demi Singleton interpretam as irmãs. Will Smith, o pai. Atuações impecáveis!

Sobre críticas e análises, ganhou 4 estrelas do Adoro Cinema (5 estrelas seria a nota máxima). Ganhou 7,6 estrelas do portal de críticas internacionais IMDB. Também foi bem recebido pela crítica do Rotten Tomatoes, com 87% de pessoas interessas em assistir ao filme. O portal Omelete deu crítica de 2 ovos. Havia expectativa pela entrada do filme no Oscar 2022, com destaque para a atuação de Will Smith.

Assista ao vídeo com o trailer oficial do filme na Warner.

Mensagens do final do filme

Alerta de spoiler mais que ligado aqui. Eu transcrevi as mensagens que aparecem nos créditos finais do filme. Depois da cena dos autógrafos e da saída do ginásio de tênis. Ao som de 'Be Alive', música de Beyoncé exclusiva para o filme. São aquelas mensagens do final do filme, explicando o quão grande se tornaram as tenistas irmãs Williams. Vamos lá:

Nove meses depois, Venus assinou um contrato com a Reebok de 12 milhões de dólares. Tinha 15 anos de idade. Serena juntou-se a Venus no circuito anos depois. E como seu técnico, Richard, continuou a pôr a paciência, a família e a educação acima do sucesso precoce. Quase tudo que ele planejou para suas filhas em Compton, se realizou. Venus, hoje com 41 anos de idade, venceu Wimbledon 5 vezes. Foi a primeira mulher afro-americana da era dos Abertos a ser ranqueada como a número 1 do mundo. Serena, hoje com 40 anos de idade, foi campeã do Grand Slam 23 vezes. Ela é considerada por muitos como a maior jogadora da história do esporte. Exatamente como Richard previu.

Quem foi melhor? Serena ou Venus?

Falando de Grand Slam - Aberto da Austrália, Roland Garros (França), Wimbledon (Inglaterra) e US Open (Estados Unidos) - Venus possui sete troféus. Já Serena possui 23. Quando comparamos com outros nomes, podemos lembrar: Maria Sharapova possui 5, Steffi Graf possui 22 e Martina Navratilova 18.

O que é real? O que é ficção? 7 marcas do filme

O filme é baseado em fatos reais. Ok. Mas o que é verdade mesmo? E o que vem com uma pitada de ficção? Vamos lá.

1: Você se lembra daquela cena em que o Richard toma uma surra da gangue e vai atrás de vingança? Ele chega a pegar uma arma na Kombi. Mas aí, antes de atravessar a rua, presencia uma execução. Pois bem. De acordo com relatos da biografia de Richard Dove Williams Jr. (a data de nascimento dele é 14 de fevereiro de 1942), os problemas com as gangues existiram, sim. Porém não houve, na verdade, toda aquela adrenalina de cinema, não. Ele chegou a apanhar do pessoal barra pesada.

Até que, certo dia, ao chegar em casa ele se deparou com carros de polícia e do Corpo de Bombeiros. Aí descobriu que o líder da gangue havia sido morto numa briga.
2: Ela jogou mesmo contra a melhor do mundo quando tinha 14 anos de idade? Sim! Jogou contra Arantxa Sánchez Vicario. Ela estava ganhando o jogo. Quando a adversária saiu para ir ao banheiro, retornando muito tempo depois - exatamente como retratou o filme.
3: Ele chegou a escrever um livro com o Plano para as filhas antes mesmo que elas nascessem? Sim. Este 'Manual' contava com mais de 70 páginas. Ali ele colocou no papel tudo que aprendeu ao mergulhar em revistas e vídeos do esporte. Chegou a entrar num clube de tênis para aprender mais. Sua origem humilde é da cidade de Shreveport, em Louisiana.

'O filme é impecável. Conta uma linda e surpreendente história. Mas, sem dúvida, nem tudo cabe ali no filme de duas horinhas. Por exemplo: ele tinha outros filhos fora do casamento; há relatos em jornais dos EUA afirmando que era um péssimo pai, que abandonou os outros filhos e etc. Ok. Mas a história de sucesso das irmãs Williams é inegável. E a força do personagem Richard também. Assistam aos vídeos antigos da ESPN. Vejam as entrevistas. O cara era aquela figuraça mesmo'.
4: O que ela se tornou? Serena Jameka Williams, com data de nascimento em 26 de setembro de 1981, é considerada uma das melhores atletas de todos os tempos na história do esporte. Venceu 23 torneios de Grand Slam em simples. Na vida pessoal, oficializou casamento em 2017 com o empresário do Reddit, Alexis Ohanian, em Nova Orleans, nos EUA. Tem amizade com famosos como Kim Kardashian, Kanye West, Jay-Z e Beyoncé.

A primeira filha do casal Serena e Alexis nasceu em 2017 e se chama Alexis Olympia Ohanian Jr.
5: Mas e a Venus? Ganhou tudo? Venus Ebony Starr Williams, com data de nascimento em 17 de junho de 1980, se profissionalizou em 94. Venceu sete torneios de Grand Slam. Não tem filhos. O namorado famoso foi o empresário Nicholas, o Nicky Hammond. Escreveu um livro para a sua biografia. Ele se chama 'Come to win'. Venus criou a sua própria marca de grife esportiva, a EleVen. Tem formação profissional na área de moda.
6: Reportagem do The New York Times cita que Richard chegou a arrancar as cabeças das bonecas das crianças, desencorajando-as da maternidade. Tenista grávida? Nem pensar. Os métodos do pai foram duros com o objetivo final do sucesso profissional como tenistas.

7: Reflexões da criação do pai

Richard também tem um livro publicado. Se chama 'Richard Williams, Black and White: The Way I See It'. Ali retrata detalhes do seu modo de criação das filhas. Conversei com o psicólogo Fábio Soares, que deu a seguinte opinião sobre a criação das crianças.

'Estamos falando de criação de filhos nos anos 80. É preciso sempre se lembrar disso. Aí levanto pontos negativos, sim: você não dar a liberdade de escolha para os filhos, ser muito rígido, pegar pesado com as crianças, as denúncias dos vizinhos, etc e etc. Mas e os positivos? As filhas não entraram no mundo das drogas, como muitos ali acabavam entrando. As filhas se apaixonaram pelo tênis. As filhas foram poupadas dos torneios juvenis e das suas pressões e oba-obas. O caso Simone Biles nas Olimpíadas não é um exemplo e tanto? Estresse no esporte. Atletas que abdicam dos estudos pelo esporte. Com elas, não. Elas estudaram, se divertiram. Enfim, eu vejo que Richard não foi um pai monstro, como muitos querem pintar, nem um pai santo e perfeito, como outros querem achar. Foi humano. Com erros e acertos. Mas uma coisa é inegável. Que história! Que conquista incrível!'.
O pai interrompia, sim, as entrevistas das filhas. E aí como ponto positivo. Cobrava muito dos repórteres, explicando que elas eram apenas crianças. E que eles precisariam respeitar suas respostas. Como o filme mostra com a entrevista para a ABC News Day One.

Especialistas comentam Fenômeno Williams

Entrevistei quatro especialistas em tênis perguntando sobre o tamanho das irmãs Williams para a história do esporte. 'As irmãs Williams fizeram e seguem fazendo história no tênis. Não só pela luta contra o racismo, inclusão social, mas pelo nível de tênis que jogaram e jogam e como transformaram o esporte. A potência dos golpes e a força mental das duas mudaram o patamar do tênis feminino desde o fim da década de 90', analisou Fabrizio Gallas, do Tênis News.

'Venus surgiu como grande nome e era difícil que alguém a superasse. Mas já se falava muito de sua irmã Serena, que aos poucos foi crescendo mentalmente e mostrando um jogo muito mais completo e forte que o da irmã. O saque das duas sempre foi uma arma, sendo demolidor em várias ocasiões, o que ajudou muito para suas conquistas, principalmente no piso rápido', acrescentou Gallas.

Vítor Pinheiro, da equipe VP Tênis, também é só elogios para as irmãs. 'Elas mudaram o nome do esporte. As Williams são para sempre! Quando comparamos aqui no Brasil, por exemplo, temos Gustavo Kuerten, o Guga, que ganhou 3 Grand Slams na carreira e se tornou o maior tenista da história do Brasil. Venus venceu 7! Serena, 23! Aí já temos uma comparação. Com força mental e física fora do comum. É o sobrenome mais impactante na história do tênis', comentou.

Serena no tênis feminino nós podemos comparar com o Pelé no futebol masculino? 'Acredito que pode ter esse reconhecimento, sim, devido à carreira vitoriosa dela. Em simples ela tem 23 títulos de Grand Slam, sendo a maior vencedora de torneios desse porte na Era Aberta (teve início em 1968), ficando atrás apenas da tenista australiana Margaret Court que tem 24 títulos de Grand Slam', analisou o ex-tenista e treinador de tênis Johann Valinho, de São José dos Campos. Johann ainda citou nomes como Steffi Graff, Monica Seles, Margaret Court, Martina Navratilova, Chris Evert, Billie Jean King e Martina Hingis no tênis feminino.

Igualdade entre homens e mulheres no tênis

Você sabia que Venus foi responsável por igualar o valor dos prêmios dos principais torneios mundiais de tênis? Quem fala aqui é Andre Torres:

'Venus, a irmã mais velha, foi a primeira negra a ganhar um Grande Slam. Também foi a precursora na luta pela igualdade de valores entre homens e mulheres. Para conseguir igualar valores de premiação com masculino e feminino. Mas a Serena é considerada a maior da história. Pelos números de títulos e etc. Sobre o pai delas, tem a curiosidade sobre os treinos com base aberta - naquela época não se jogava assim. E ele pedia muito, como mostrou o filme. Hoje em dia, mal ensinamos base fechada para novos alunos. É base aberta! Porque o jogo se tornou muito mais veloz', comentou o treinador de tênis de São José dos Campos, André Torres.

Músicas do filme

A principal música do filme é Be Alive, de Beyoncé. Uma música preparada justamente para o filme.

'É tão bom estar viva. Tenho minha família toda ao meu lado. Não poderia limpar esta cor preta nem se eu tentasse. É por isso que levanto minha cabeça com orgulho (...) É tão bom estar viva. Tenho todas as minhas irmãs ao meu lado. Não poderia limpar esta cor preta nem se eu tentasse. É por isso que levanto minha cabeça com orgulho. Agora estamos sentadas no topo do mundo novamente', diz tradução da letra da música.

As provocações do filme

Pra encerrar, deixo em aberto aqui as reflexões que o filme nos apresenta. Que história incrível! Mas é tudo verdade? O pai é um herói? Ou o pai é vilão? Como elas estão hoje em dia? A família toda segue viva? O pai vivo? Outras irmãs também se tornaram tenistas? Mais negros passaram a praticar o esporte após o fenômeno das Irmãs Williams? Como o esporte pode deixar de ser elitizado e se tornar mais popular - como almejava Richard? Mais perguntas? Deixo aberto o espaço dos comentários para debatermos mais.

Que filme! É sério! Dá vontade de sair ensinando tênis para as crianças...

Compartilhe com um amigo!

Comentários