CelebridadesColuna SocialEntretenimentoFilmesMúsicaPais e FilhosBicho Animal
Aline Oliveira

Dia do Irmão: Amor de irmãos para crescermos

Pode ser irmãos de sangue. Ou irmãos de coração. Acredito que com irmãos nós brincamos, brigamos, mas, acima de tudo, nos fortalecemos. Mensagem para Dia do Irmão

Por Aline Oliveira, publicado em 05/09/2020 e atualizado hoje.
O Dia dos Irmãos é comemorado em 5 de setembro. Tenho três irmãos de sangue. E alguns irmãos de coração. Acredito que, acima de tudo, nós nos fortalecemos muito com o amor dos nossos irmãos. No contexto religioso, o sentido da palavra 'irmão' está ligado ao 'próximo'. Portanto, esse dia serve para incentivar as pessoas a repensarem as atitudes perante os outros seres humanos. Sendo mais humildes, companheiros e gentis.

Ter irmãos ou não?


Aqui em casa, também tivemos aquela dúvida: nossa filha terá irmão ou irmã? Muitos pais levantam questões sobre a importância de ter irmãos em casa ou somente o filho único. Ainda mais nos dias de hoje com as famílias mais reduzidas. No meu caso, a decisão de ter outro filho iniciou com os pedidos da minha filha, nossa primogênita que na época tinha 3 anos. Os pedidos eram constantes e até como presente de aniversário ela queria um irmão.

Desde sempre ela sabia que era um menino. Inclusive já tinha escolhido o nome do irmão. Em janeiro de 2017 eu engravidei. E minha filha não se aguentou de tanta alegria. Junto comigo e com meu marido, claro. Organizamos tudo para esperarmos o irmão dela. Me acompanhava nos ultrassom e adorava vê-lo pular dentro da minha barriga.

'É com irmãos que você aprende a ser admirado pelo grupo. E também a enfrentar os obstáculos do dia a dia. Irmãos partilham a sua intimidade. Então eles são os seus primeiros contatos para socialização. O mais novo pode inspirar o mais velho. O mais velho pode aprender com o mais novo. É uma troca diária e intensa principalmente durante a infância', explica o psicólogo Fábio Soares.

Amor de irmãos


Quando ele nasceu, minha filha estava com 4 anos e o encontro dos dois foi a lembrança mais linda que eu tenho. Eles brincam bastante e brigam também. Mas o mais importante é que eles se protegem, se amam.

Todas as homenagens que ela faz são para ele. Toda vez que junta dinheiro para comprar algo que quer muito, separa um pouco para comprar um presente para ele. O primeiro pedaço de bolo também é dele. E a redação da escola, onde tinha que contar sobre a pessoa mais importante da vida dela, também foi para ele.

Eu fico observando todos dias e babando por esse amor tão lindo. Pedindo que seja assim para sempre. Relembro também da minha infância com os meus irmãos. E dos adultos que nos tornamos.


Fica aqui minha homenagem para os meus irmãos. Me espelho neles para ser cada dia melhor. O mais velho tem jeito de durão, mas é o protetor e o mais manteiga derretida. O irmão do meio é o mais conciliador. Desde sempre querendo ver todos bem. Já a minha irmã é aquela que cuida e se preocupa com todos. Desejo que seja assim para sempre.

Série sobre irmãos, filho único e recados finais


Tenho uma dica de série sobre irmãos. Assistam 'Brothers And Sisters' ou 'Brothers & Sisters', série da ABC, que chegou ao Brasil pelos canais Fox. Ela é fantástica. Retrata uma família 'normal'. Com amor, brigas, perdão, reconciliações, entregas, perdas, vitórias, derrotas. Eu choro em quase todos os episódios, mas está valendo.


PublicidadePublicidade

Ah, sobre filhos únicos. Tenho amigos que são filhos únicos e que também são super realizados com a família neste formato. Afinal, surgem os irmãos da vida. Surgem os irmãos que não são de sangue. E tudo vai se completando. Não vejo problema nenhum.

Irmão não precisa ser de sangue. Mas precisa ter amor, cuidado e carinho. Tenho muitos amigos irmãos nessa vida. Até uma irmã que a vida me deu :) Quando o amor está acima de tudo, as uniões se fortalecem. E eu tenho muito carinho e guardo sempre no meu coração todos os irmãos que a vida vai nos presenteando. Presente que a vida nos dá.

Feliz Dia dos Irmãos!

Compartilhe com um amigo!
Publicado Por Aline Oliveira
Formada em Pedagogia, Aline Oliveira atua como professora do ensino fundamental desde 2002. Da experiência da maternidade nasceu a paixão por escrever para mães. 'Paixão pela arte de educar. Paixão por aprender. Com amor, tudo fica mais leve.' Veja mais informações
Comentários