CelebridadesColuna SocialEntretenimentoFilmesMúsicaPais e FilhosBicho Animal
Sonho It/ Divulgação

Casas baratas na Europa? Conheça o Sonho It

Empresário Douglas Roque orienta investidores brasileiros com oportunidades de casas na Itália; canal Turismo reúne dicas para morar na Europa

Por Ana Carolina, publicado em 02/10/2020 e atualizado hoje.
O projeto de casas a 1 Euro já vem criando resultados em pequenas cidades na Itália. Um incentivo que as prefeituras oferecem para induzir o proprietário a se eximir de impostos atrasados, atraindo novos moradores que buscam uma vida mais tranquila em lugares de paisagens maravilhosas, com um preço muito atrativo. Já sonhou em morar na Itália? Neste artigo OsPaparazzi reúne dicas sobre casas baratas na Europa e em cidades históricas da Itália. 

Casa por 1 Euro


As prefeituras em geral são de pequeno porte e às vezes têm poucos funcionários. O que levam as procuras de casas de 1 euro a quase um desafio de persistência para conseguir uma informação. Um dos exemplos é a comune de Fabbriche di Vergemoli, província de Lucca na região da Toscana que chega a receber mais de mil e-mails após cada reportagem que é publicada sobre o assunto. Como não há pessoal suficiente para atender as demandas, os que conseguem passam por mais um dilema que é a língua e às vezes os dialetos. Superando isso, vem a parte das documentações e a burocracia que é um capítulo à parte. E depois da aquisição da casa nova na Europa vem a parte de encontrar profissionais para a reforma. Com isso muitas pessoas não conseguem chegar ao objetivo que é conquistar a Casa de 1 Euro na Itália ou em Portugal, Espanha e etc.

Sonho de morar na Itália


Passando por isso, e vendo esta lacuna entre os interessados e a dificuldade das prefeituras, o empresário Douglas Roque, de São José dos Campos, interior de São Paulo, descobriu um grande negócio. E criou a Sonhoit.com, empresa de assessoria especializada em atender as pessoas para adquirir as casas de 1 Euro e também com o suporte a sua reconstrução. O projeto Casa de 1 Euro já existe há mais de dez anos, mas chamou atenção do empresário nos últimos cinco onde começou a entender as situações que levaram as cidades a perderem seus habitantes: como crise econômica e êxodo dos jovens em busca de trabalho. Mas tudo se desenvolveu após três anos, quando apresentou sua ideia de comprar a casa de 1 Euro para seu amigo italiano e também arquiteto especializado em restauros. Foi feita uma lista de possíveis cidades que seguiram alguns critérios de avaliação  como clima, habitantes, localidades, serviços, empresas na região e etc. 



Fabbriche di Vergemoli

 

Fabbriche di Vergemoli foi a escolhida entre as cidades, . O empresário comprou a passagem. Para espanto das pessoas da prefeitura, que não acreditavam que ele atravessaria o oceano para conhecer o projeto.  Após adquirir a casa o empresário atraía a atenção de amigos e parentes que também se interessaram pelo negócio e pela facilidade que ele oferece.Assim surgiu o primeiro condomínio de casas de 1 Euro em Vetriceto, fração de Fabbriche di Vergemoli, um conjunto de 17 casas que serão todas reformadas, revitalizadas. Todas por um grupo de amigos e famílias brasileiras e italianas. 

O novo mercado de casas na Europa


Com a venda de praticamente todas as casas de 1 Euro disponíveis em Fabbriche di Vergemoli e o grande aumento da procura de casa por seus amigos e pessoas interessadas, iniciou um novo mercado na região, o comércio de “casas de oportunidade”, que são casas que muitas famílias vão herdando e estão em bom estado mas estão fechadas. Possuem um valor de mercado bom e por questões de redução de custos, as famílias fazem um valor bem mais baixo para que o empresário as venda rapidamente. Os valores destas casas podem variar entre 15 a 40 mil euros, mas os interessados terão que desembolsar cerca de 8 mil euros para as taxas, impostos e documentações. O que na visão do empresário é bem baixo, pois se trata na sua maioria de propriedades melhores localizadas, maiores ou com um terreno e vista privilegiadas, o que vale o investimento. 
PublicidadePublicidade

Super Bônus para casas na Itália


O governo italiano vem apresentando desde fevereiro e lançou em julho de 2020 o Super Bônus, um plano de reaquecimento da economia onde traz ações e benefícios em vários setores. Este investimento apresenta novos horizontes para as empresas e cidadãos na Itália. Para o setor da construção civil, o Super Bônus prevê um incentivo de redução de custos para reconstrução de casas em 110%, chegando assim a zero os custos de reformas nas casas. Mas, claro, para tudo isso existem regras e protocolos a serem seguidos, não deixando de ser um grande incentivo para quem precisa reformar a sua casa, tendo o governo como incentivador. 



O objetivo óbvio é relançar as atividades de construção civil para algumas intervenções específicas, como eficiência energética, redução dos riscos sísmicos, instalação de sistemas fotovoltaicos, e colunas para o carregamento de veículos elétricos e outros.  Com a chegada do Super Bônus e o grande suporte do governo com as reformas das casas, o empresário teve um aumento gigante de procura de amigos e pessoas interessadas em adquirir um imóvel na Europa. 

“Geralmente quem nos procuram são pessoas que possuem alguma ligação com a Itália, seja ela afetiva ou hereditária, como no Brasil temos muitos ítalo-brasileiros a busca em retornar ao país de sua origem faz com que os canais de comunicação da empresa e o meu pessoal fiquem cheios de mensagens”, conta Douglas.


Transformando Pedras em Diamantes


A intenção do projeto Sonhoi It é fazer a revitalização da cidade. A ideia tem atraído muitos artistas, intelectuais, profissionais liberais e apaixonados por história e cultura, já que se trata de uma das regiões de grande concentração de pontos turísticos e natureza e paisagens de cinema. Segundo entrevista dada ao site investireoggi.it, da Itália, o prefeito Michele Giannini vê ótimas expectativas em relação à chegada de novos moradores e de um turismo de qualidade.

Ele prevê uma movimentação de mais de 4 milhões de euros em Fabbriche di Vergemoli e em toda a região da Grafagnana. Isso somente com as reformas e revitalização das mais de quarentas casas que já foram comercializadas, sem contar com os euros que irão circular na cidade pelos novos moradores. 



O empresário se diz muito feliz por ter trazido tantos investimentos para uma região que ele se apaixonou e também por terem tantas pessoas que acreditaram no mesmo ideal de transformação. Roque já comprou um moinho do sec XVII onde pretende retomar a fabricação de farinha de castanha na região e também utilizar como o escritório de arquitetura e espaço de eventos.

Também acredita que para o projeto de revitalização ser completo é necessário um planejamento mais aprofundado em outro setores como infraestrutura e atendimento aos turistas. Está previsto em sua agenda uma lista de eventos culturais, esportivos e até a retomada da tradicional festa medieval para atrair mais turistas.Vendo  o exemplo e o sucesso de Fabbriche di Vergemoli, outras comunes já começaram a se adequar ao novos tempos, e já procuram de agendar reuniões com o empresário para replicar o projeto. Douglas também participa do processo de atrair novos investidores para a cidade a região da Garfagnana. 'Todos os dias bate algum morador na minha porta dizendo que alguém quer vender uma casa', comentou.
PublicidadePublicidade

A pandemia como divisor de águas 


Todo este processo aconteceu em meio à pandemia, onde o empresário já estava com a passagem marcada para retornar ao Brasil, mas foi impedido. 'Como todo mundo eu fiquei paralisado, mas nunca deixei de observar o mundo e acreditar que tudo faz um sentido na vida. Se não fosse a pandemia eu estaria no Brasil e seria mais difícil entender tudo sobre o Super Bônus, por isso aproveitei a minha quarentena para estudar e sempre procurei informações oficiais, já que na internet é um mundo de muitas desinformações, e acredito que isso fez todo um diferencial”, acrescentou.

Compartilhe com um amigo!
Publicado Por Ana Carolina
Apaixonada por criar conteúdo na área de entretenimento e pesquisar histórias de vida inspiradoras, Carol Oliveira é assessora de comunicação de cantores famosos e especialista na área de redes sociais. A repórter de OsPaparazzi adora aprender com as personalidades que entrevista.
Comentários