CelebridadesColuna SocialEntretenimentoFilmesMúsicaPais e FilhosBicho Animal
Arquivo Pessoal/ Divulgação

Mensagem para repensar o que é Dia das Crianças

Reflexões com dicas para pais e mães em 12 de Outubro, Dia das Crianças. O que é o presente ideal, hein?

Por Aline Oliveira, publicado em 06/10/2021 e atualizado hoje.

O Dia das Crianças, celebrado em 12 de Outubro, é uma data significativa para reflexão de pais e mães: afinal, qual é o presente ideal que preciso dar para os meus filhos? A seguir, tenho uma dica de presente diferente para as crianças. Além de reflexões necessárias sobre o verdadeiro presente que nossos filhos precisam. Uma mensagem para inspirar e compartilhar. Lembrando sempre que o espaço abaixo fica aberto para comentários e opiniões.

Mensagem Dia das Crianças: estar presente

Introduzo essa mensagem especial com as palavras das educadoras Taís e Roberta Bento, do canal SOS Educação. Elas tocam no ponto certo do verdadeiro significado do Dia das Crianças: 'Você está disposto a investir o necessário para dar ao seu filho algo que o dinheiro não compra?'.

'Seja sincero consigo mesmo, sem medo de assumir que é difícil: muitas vezes comprar um presente é mais fácil (...) quando há uma folga queremos sossego. E nos convencemos de que tentar dar o melhor para nossos filhos é um dos motivos do cansaço, amenizando assim o remorso por não dar a eles o que de fato mais gostariam de ter. A realidade é que as memórias de ternura que os filhos formarem na infância moldarão a relação que eles terão com os pais no futuro. E não há como recuperar depois o tempo que foi perdido agora', destacam as educadoras.

Essa frase eu acho fortíssima e, simplesmente, perfeita:

'Quanto menos tempo você tem para seu filho, mais ele se afasta emocionalmente de você'.

Não adianta continuar conectado com o celular. Enquanto finge para si mesmo estar dedicando tempo para as crianças. Não. Aí não vale. É preciso estar presente de corpo e alma. Como elas destacam nas seguintes dicas:

Deixe de lado as outras pessoas. Coloque o celular no modo avião por algumas horas.
Entre de cabeça neste que será o investimento com maior retorno ao longo de sua vida: tempo de atenção totalmente dedicada a essa criança.
Vale dizer não.
Vale colocar limites.
Vale negociar onde vão e o que farão juntos.
É ir inteiro ao encontro desse ser lindo que muitas vezes nem sabe quais são seus gostos e que memórias você tem da sua infância.
Saia para andar a pé. Brinque no quarto. Converse enquanto preparam as refeições.
Deitem juntos para um cochilo da tarde. Só vocês e ninguém mais.
É isso que dinheiro nenhum compra: seu tempo. É desse dia que seu filho vai lembrar com saudade quando chegar a hora de alçar voo solo.

Ah, quer ver outra pergunta?

Qual lembrança você tem da infância que seus pais nem sabem que foi tão marcante?

Pense nessa lembrança. E perceba que não é nada de valor material. Mas, sim, de valor sentimental. Sensação boa de pertencimento e paz.

Dica para Dia das Crianças

Para encerrar essa reflexão do valor de estar presente no Dia das Crianças, deixo aqui uma dica que pratiquei com meu filho mais novo por esses dias. Recebemos um convite sensacional de um querido amigo. A missão foi a seguinte: plantar uma árvore juntos. Fomos até a Praça do Jardim das Indústrias, aqui em São José dos Campos. E o Lucas participou comigo de todos os processos necessários para a plantação. Separando a muda, jogando água na terra, ajeitando o buraco, colocando a mão na massa e depois regando mais um pouquinho com água. Agora toda vez que passamos pela praça nós lembramos juntos daquele dia tão especial.

Plantando árvore com meu filho em SJCFoto: Arquivo Pessoal/ Divulgação

Acredito que esse presente tenha se tornado uma lembrança eterna em nossos corações. Estamos na torcida para que a árvore cresça lindamente. Pois nós sempre vamos nos recordar com muito carinho desse momento. O Lucas plantou uma Jatobá. Já pesquisamos juntos mais informações sobre a Jatobá. E esse virou o assunto da vez aqui em casa.

Pode crescer, Jatobá. Só espero que o tempo passe bem devagar... para aproveitarmos todos os segundos com as minhas crianças.

Compartilhe com um amigo!

Publicado Por Aline Oliveira
Formada em Pedagogia, Aline Oliveira atua como professora do ensino fundamental desde 2002. Da experiência da maternidade nasceu a paixão por escrever para mães. 'Paixão pela arte de educar. Paixão por aprender. Com amor, tudo fica mais leve.' Veja mais informações
Comentários