CelebridadesColuna SocialEntretenimentoFilmesMúsicaPais e FilhosBicho Animal
Reprodução/ TV Globo

Quem não gosta de Galvão Bueno?

O maior locutor esportivo do Brasil completou 70 anos de idade neste dia 21 de julho de 2020; veja biografia

Da Redação, publicado em 21/07/2020 e atualizado há 2 meses.
O locutor esportivo mais famoso do Brasil, Galvão Bueno, completou 70 anos de idade neste dia 21 de julho de 2020. Carlos Eduardo dos Santos Galvão Bueno nasceu em 1950. OsPaparazzi apresenta a biografia de Galvão Bueno com uma curiosidade: ele é tão popular, trabalha para levar emoção, mas acaba desagradando em alguns momentos. Já tivemos o Cala Boca Galvão (entenda mais abaixo). E também alguns esportistas que ficaram magoados com as suas opiniões durante as transmissões. Quem não gosta de Galvão Bueno, afinal? Relembramos a seguir os desentendimentos. Pode falar, Galvão Bueno!
Galvão Bueno, a voz esportiva do BrasilFoto: Divulgação

Início da carreira


Carlos Eduardo dos Santos Galvão Bueno, o Galvão Bueno, nasceu no Rio de Janeiro, no dia 21 de julho de 1950. Galvão Bueno é o principal locutor esportivo do Brasil. Narrou os principais jogos das últimas Copas do Mundo, além de Olimpíadas e corridas de Fórmula 1.

Começou a carreira na rádio paulista, em 1974, depois de trabalhar numa fábrica de materiais plásticos. Trabalhou na TV Gazeta, na Rede Record e na Rede Bandeirantes. Seu primeiro trabalho na Rede Globo foi a narração da partida entre o Clube de Regatas Flamengo e o Club Jorge Wilstermann, da Bolívia, pela Copa Libertadores da América de 1981. No ano seguinte já estava cobrindo sua primeira Copa do Mundo e depois não parou mais. Tornou-se o narrador titular na Globo com a saída de Luciano do Valle para a TV Record.

Em 1992 Galvão Bueno deixou a Rede Globo para atuar na Rede OM (atual CNT), com sede no estado do Paraná. O projeto não deu certo e Galvão retornou para a Globo no ano seguinte.

A voz da emoção

Galvão Bueno é a voz da emoçãoFoto: Divulgação

Brilhou nas Copas de Mundo de 1994 e 2002, anos em que a seleção brasileira foi campeã. Também narrou o acidente fatal de Ayrton Senna, além de vários jogos olímpicos. Galvão Bueno também apresenta o programa Bem, Amigos, no canal a cabo SporTV. Também apresenta o quadro Na Estrada, exibido pelo Esporte Espetacular, aos domingos.

Os bordões


A lista de bordões é extensa. Tivemos o É Tetra na final da Copa do Mundo de 1994. Sai que é sua, Taffarel. Vive um drama! Haja coração! Olha só o que ele fez! Ronaldo (puxando o R sem medo, Rrrrrronaldo). Bem amigos da Rede Globo. Quem é que sobe? Ou: quem é que sooobe? Dramático! Pode isso, Arnaldo? (esse com o amigo e comentarista de arbitragem, Arnaldo César Coelho) Entre tantos outros.

O Esporte Espetacular de domingo, dia 19 de julho, preparou uma reportagem especial, com Tino Marcos, sobre os 70 anos de Galvão. Ficou bem emocionante. E você pode assistir na íntegra pelo Globoplay. Galvão! Diga lá, Tino. Sentiu. Tem esse meme e muito mais. Tem Casagrande, Falcão, Junior, Caio Ribeiro, Felipe Andreoli e toda a equipe de esportes da Rede Globo prestando a sua homenagem.

Mas quem não gosta de Galvão Bueno?


Galvão Bueno é amado e odiado pelos torcedores. Isso porque sua narração é marcada por comentários, bordões e muita emoção de torcedor.

“Galvão Bueno critica jogadores e técnicos durante sua narração. Esse é o estilo que ele criou. Algumas vezes algumas pessoas se sentem ofendidas. E querem que ele pare de comentar e apenas narre o jogo”, avalia o torcedor e fã do lateral-esquerdo Roberto Carlos, do Corinthians, Ezequiel Fernandes.


Fãs de Roberto e o próprio Roberto Carlos se desentenderam com Galvão Bueno na Copa do Mundo de 2006. Tudo porque no lance que eliminou o Brasil, Roberto Carlos estava arrumando o meião e teria deixado o atacante francês livre para fazer o gol que eliminaria o Brasil. Galvão Bueno criticou Roberto Carlos. E o lateral-esquerdo não gostou nada.

Na lista de desafetos temos Rivaldo (que desabafou em conversa com Mauro Naves), Cafu, Zinho, entre outros jogadores da seleção brasileira. Todos por algum comentário ou crítica do narrador esportivo. Ele chegou a pedir desculpas publicamente para o meia Zinho, que foi tetracampeão mundial com o Brasil na Copa do Mundo de 1994. Galvão e Pelé, então comentarista, fizeram críticas para Zinho na época.
Neymar falou sobre desagrado com Galvão em entrevistasFoto: Reprodução/ Programa do Jô

Neymar também já se manifestou contra os comentários de Galvão Bueno. Assim como o ex-jogador de vôlei Tande. Como comentarista de vôlei, Tande não gostou de uma brincadeira do narrador que o chamou de 'jogador mais ou menos' no vôlei de praia. O então comentarista relembrou que foi campeão mundial da modalidade.

Em agosto de 2012, Galvão Bueno voltou a causar polêmica durante a cobertura das Olimpíadas de Londres 2012.

Galvão Bueno bateu boca com Renato Maurício Prado, ao vivo, no Sportv. O vídeo de Galvão Bueno x Renato Maurício Prado virou hit.

OsPaparazzi destacou reportagem com Galvão Bueno e Renato Maurício Prado ao vivo no Sportv.

Cala Boca Galvão e Tiago Leifert


Comunidades no Orkut foram criadas à época com os dizeres “Eu Odeio Galvão Bueno”. E durante a cerimônia de abertura da Copa do Mundo de 2010, transmitida no Brasil pela Rede Globo, com apresentação de Galvão Bueno e Fátima Bernardes, a expressão 'Cala a boca Galvão' começou a se espalhar rapidamente pelo Twitter. Internautas estavam insatisfeitos com os comentários do narrador. 'Cala a boca Galvão' entrou para a lista de tópicos mais comentados no Twitter por brasileiros, e passou a ser utilizada como piada e forma de protesto contra Bueno.

Gente de fora do Brasil começou a se perguntar: o que significa Cala Boca Galvão? Por que só se fala Cala Boca Galvão no Twitter? Até que um internauta inventou que a expressão fazia parte de um movimento para salvar uma suposta ave em perigo de extinção. Uma ave chamada Galvão.

Internautas de outros países acreditaram na história. E seguiram com a onda de Salve Galvão, Cala a Boca Galvão. A farsa alcançou proporções globais quando artigos em diferentes idiomas começaram a ser publicados com explicações sobre a piada, de blogs a jornais respeitados como El País e The New York Times.
Galvão Bueno é criticado por torcedores por alguns exageros na narração. Mas está em games como o PES 2009Foto: Divulgação
A bola de neve Cala Boca Galvão tomou conta da internet. E a Rede Globo resolveu dar voz a Galvão Bueno sobre o assunto. Quem orquestraria a explicação de Galvão seria a jovem revelação do jornalismo esportivo da TV Globo na época, Tiago Leifert. Tiago Leifert e Galvão Bueno conversaram. Tiago explicou a Galvão o significado do Twitter. O que significa Trending Topics e por que Cala Boca Galvão estava em jornais internacionais.

Galvão Bueno teria gostado da brincadeira. Apoiou a campanha Salve o Galvão, Cala a Boca Galvão Bueno. Com a simpatia de Tiago Leifert, os dois falaram sobre o movimento no Central da Copa. E a Globo conseguiu se sair bem desta saia justa.

Vale destacar que mesmo com o Cala Boca Galvão, Galvão Bueno é insuperável no quesito audiência. O Brasil prefere ver jogos com narração de Galvão Bueno, como prova o Ibope. Um dos recordes de Ibope na história da Globo foi a transmissão de Brasil e Turquia na Copa do Mundo de 2002, com gol de bico de Ronaldo Fenômeno.

Vida pessoal, casamento e filhos


Galvão Bueno é fã de basquete e de automobilismo, herdado por seus filhos Cacá Bueno e Popó Bueno, ambos pilotos da categoria Stock Car. Galvão Bueno é criador de gados Red Angus no norte do Paraná e é o titular da ABGB - Associação Beneficente Galvão Bueno, dirigida por sua mãe Mildred Galvão Bueno, atual presidente da Provopar - Programa de Voluntariado no Paraná, seção de Londrina.

Galvão Bueno é casado com a empresária do setor de modas, Desirée Soares, de Londrina.

Galvão Bueno torce para o Flamengo.


Fique ligado na vida de Galvão Bueno! É só curtir OsPaparazzi no Facebook


Comentários